sábado, 1 de novembro de 2008

LACÔNICO ADEUS...


jorram
sangue
emoções

palavras
atropeladas
inacabadas

frases
indefinidas
inesculpidas

a dor
ressente
instante

breve
hiato
despedidas...



4 comentários:

Blog do Ediloy disse...

PUBLICADO NO SITE DE POESIAS REESCREVENDO A HISTÓRIA

Anônimo disse...

Caro poeta,Versos bonitos, intensos , num encantador arranjo poético. Um abraço amigo.

Úrsula A. Vairo Maia

Anônimo disse...

Um Adeus sempre nos deixa marcas...... adorei teus versos curtos e muito original, beijos ciganita

Blog do Ediloy disse...

PUBLICADO NO SITE MAR DE POESIAS, 14/11/08