quinta-feira, 25 de outubro de 2012


L U T O


eis que o canto
emudecido
jaz sobre cinzas

de um dia
triste, aborrecido,
onde a dor impera

soberba, inteira,
encobrindo a luz
amargando espinhos


a ausência presente
dor desvairada
sem remédios, demente.

e a beleza fenece
nas lágrimas
pranteadas em saudades... 

(Cleide Maria Souza Perazzo  08/04/1960 - 24/10/2012)

(de seu amigo chamado carinhosamente de "poeta")

Um comentário:

Anônimo disse...

Saudades tia, está fazendo muita falta, que sua serenidade esteja presente em nossas vidas, que a lembrança do seu sorriso, faça nossos dias mais alegres ao lembrar o que nos ensinou...
Te amamos
Emanuelle