segunda-feira, 18 de julho de 2011

DORES EM FLORES

Versos esperançosos
Lenitivos às dores
Compassos etéreos


Leves brisas, bolhas de sabão
Suaves aromas
Perfumados deleites


Urdidos em leituras intrínsecas
Fustigados, ousados, sofridos,
Almas doces, fujam arrepiadas !


Belezas donde trazidos
Fontes,martírios sutilizados,
Aflições, doridas inspirações


Antes sofreres
Cruciantes, sublimados
Em lâminas cegas esculpidos


Transmutados, ressurgidos,
Em olhos sensíveis
Flores em beijos, ofertados...

7 comentários:

Anônimo disse...

Glória Salles:

Como sempre, lindo demais seu poema Ediloy.

(VIA FACEBOOK)

Anônimo disse...

Gosto de ver como jogas com as palavras.

Versos esperançosos
Lenitivos às dores......

Parabéns!!!
ubirajara
caravanapoeta@yahoo.com.br
20/07/2011

(SITE DE POESIAS)

Anônimo disse...

Olá Poeta,

Nem sempre a brisa é fresca, ou as flores tem perfume. Dependendo da dor somos nós mesmo os responsáveis.
Gostei muito.

Abçs!
Lucélia Lima
lualmarques@hotmail.com
20/07/2011

(SITE DE POESIAS)

Anônimo disse...

Comentário de Ana da Cruz:

a transmutação da dor para a luz
lindo poema.

(MURAL DOS ESCRITORES)

Anônimo disse...

Bonito como sempre e escrito com muito primor, teu poema é a voz da poesia e tudo que ela carrega! Beijos em flores pra vc

Elisa Maria Gasparini Torres
emgari@yahoo.com
20/07/2011

(SITE DE POESIAS)

Anônimo disse...

19/07/2011 13:06 - Lulli

Belíssimo e sensível poema, parabéns e abraços

Para o texto: DORES EM FLORES (T3102832)

(RECANTO DAS LETRAS)

Poemas Tecidos disse...

Tão perfeitos são teus poemas! Parabéns!

Pena que nunca irás seguir meu blog. Eu não mereço memso... Mas de qualquer forma, eu deixei de ser poetisa.

Abraços.