sábado, 9 de outubro de 2010

IMPRESSÕES DO TEMPO

névoas em devaneios,
imagens sons insólitos,
mosaico de emoções

do nada surgindo
sempre presentes
melancolias alegrias

realidades e sonhos
parceria simultânea
íntimo acabrunhado

curiosos sentidos
matreiros, infantis,
na madureza cronológica

ilógico das fantasias
quimeras, alegorias,
gritos e ecos surreais

rememorados sentimentos
tempos não demarcados
inócuos anseios alados...

6 comentários:

Anônimo disse...

Comentário de Ana da Cruz:

ilógico das fantasias
quimeras, alegorias,
gritos e ecos surreais

Bom te ver entre nós.

(Mural dos Escritores)

Anônimo disse...

Menino poeta que belo é as "impressões" que o tempo deixa em nossa mente registradas...
Lindissimo poema querido...

Meu carinho...
Bjinhosss
Vania
Vania Staggemeier
vaniastral@yahoo.com.br
24/10/2010

(Site de Poesias)

Anônimo disse...

... Lindos versos...
Marcella Barbosa
marcella_bbs@yahoo.com.br
24/10/2010

(Site de Poesias)

Anônimo disse...

Que tempo lindo. Meus parabéns.
Zé Gaiola

gaiolalmeida@terra.com.br
24/10/2010

(Site de Poesias)

Anônimo disse...

Que bom que ainda tens tempo de brincar com o tempo.

Bravo!
ubirajara
caravanapoeta@yahoo.com.br
25/10/2010

(Site de Poesias)

Delírio dos pensares... disse...

Meu querido poeta Ediloy, estou aqui também, rs...
Coisa engraçada. A questão é que gosto da tua escrita e de certa forma somos de há um certo tempo, amigos. Voltarei mais vezes, bjuss carinhosos, até mais, poeta.